Feirão da Caixa, oportunidade de contar com o financiamento de imóveis da caixa para comprar casas, apartamentos e casa própria.

Feirão da Caixa

Muitos brasileiros trabalham a vida inteira e não conseguem adquirir casa própria, apartamento ou sala para comércio, por isso quando a Caixa Econômica Federal divulga, anualmente, o evento feirão da Caixa, a procura é intensa, pois há grandes possibilidades de se encontrar o imóvel desejado. Afinal de contas, é a chance de deixar de pagar aluguel, de sair da casa dos pais ou dos sogros, enfim, é uma grande oportunidade para que o sonho de ter um imóvel próprio se torne realidade.

A feira de imóveis é realizada, normalmente em maio e junho, em várias cidades brasileiras, incluindo capitais e cidades do interior, por isso não espere que o evento chegue até a sua cidade. Vá se preparando com antecedência. Comece a economizar dinheiro, e vá pesquisando o preço de imóveis. E não se esqueça de fazer uma simulação em uma das unidades da Caixa Econômica Federal, ou através do site da Caixa, já que é possível conhecer mais detalhes sobre o empréstimo para financiamento de imóveis e ter acesso ao “simulador habitação”, que informa o valor do imóvel, taxa de juros e valor da prestação mensal.

O calendário ou agenda com a data da venda de imóveis através do feirão da Caixa pode ser consultado no site do banco. Fique, portanto, atento às datas, já que as ofertas de habitação duram somente poucos dias, entre dois a três dias.

Saiba que ao adquirir casas pela Caixa você pode optar por imóveis novos, usados, em construção ou na planta, e que, o feirão da Caixa conta com a participação de construtoras, imobiliárias, consultores, agentes financeiros, cartórios e técnicos da Caixa. Ou seja, você vai encontrar muitos profissionais prontos para tirarem qualquer dúvida sobre o financiamento de imóveis, e no mesmo lugar. E você ainda tem vantagem de negociar com a própria construtora ou imobiliária e pesquisar em vários concorrentes o melhor imóvel que atenda as necessidades da família. Os valores dos imóveis, é claro, variam de acordo com a localização, a metragem, se ele é usado, novo ou está na planta, entre outros critérios.

O parcelamento das prestações da casa da Caixa pode ser feito a longo prazo, podendo chegar até 30 anos, dependendo da linha de crédito escolhida.

Linhas de Crédito da Caixa

A linha de crédito da Caixa atende a todas as faixas de renda familiar (inclusive para famílias de baixa renda, entre 0 e 3 salários mínimos, incorporando o Programa Minha Casa Minha Vida do Governo Federal) e pode ser usada em qualquer lugar do Brasil.

Os interessados podem utilizar os recursos do FGTS como forma de abater o valor da prestação, desde que o financiamento seja de imóvel residencial. Ou então, com o dinheiro do seu FGTS, através da Carta de Crédito FGTS, você poderá financiar até 100% da sua casa nova e ter até 30 anos para pagar as prestações.

A Caixa informa, porém, que para fazer esse financiamento através da Carta de Crédito FGTS é preciso obedecer a alguns requisitos:

  • ser brasileiro;
  • ser estrangeiro com visto permanente;
  • maior de 18 anos ou emancipado;
  • ter capacidade civil;
  • ter idoneidade cadastral (nome limpo);
  • ter capacidade de pagamento;
  • não ter um imóvel onde mora;
  • não ser comprador de um imóvel;
  • não ter recebido desconto pelo FGTS;
  • sua idade e o prazo de pagamento não podem passar 80 anos.

Quem optar pela linha de crédito SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo) pode adquirir um imóvel novo ou usado, e ainda terá prazo de até 30 anos para quitar o financiamento. Também é possível que as prestações sejam debitadas diretamente na conta corrente, caso o interessado seja cliente Caixa. Outra vantagem é que será possível usar até 30% da renda avaliada pela Caixa para pagar as prestações.

No caso da linha de crédito SBPE, também é necessário alguns requisitos básicos, a saber:

  • ser brasileiro;
  • ser estrangeiro com visto permanente;
  • maior de 18 anos ou emancipado;
  • ter capacidade civil;
  • idoneidade cadastral (nome limpo);
  • capacidade de pagamento.

Se você tem certeza de que irá encontrar o imóvel dos seus sonhos no feirão da Caixa, então não se esqueça de levar os documentos necessários, e assim, fechar o negócio no local da feira, já que você poderá deixar o evento com a carta de crédito aprovada ou até o financiamento aprovado. E você não vai deixar passar essa oportunidade, não é?

Documentos para o Feirão da Caixa

Por isso, confira abaixo a lista com os documentos necessários para efetuar negócios no feirão da Caixa:

  • RG – Carteira de Identidade;
  • CPF – Cadastro de Pessoas Físicas;
  • Contas de água, luz ou telefone;
  • Contas de Condomínio e aluguel;
  • Comprovante de renda (como os três últimos contra-cheques (holerites), ou se for autônomo, é preciso levar os três últimos extratos bancários ou faturas do cartão de crédito;
  • Comprovante de estado civil ou registro de nascimento.

OBS: Vale ressaltar que um contrato de aluguel, fatura de cartão de crédito e até extratos bancários dos últimos três meses valem como comprovante de renda.

Para se ter uma ideia do sucesso do evento, a 7ª edição do Feirão da Caixa 2011 movimentou cerca de R$ 10 bilhões entre contratos assinados e encaminhados. Por isso, é que a expectativa para a 8ª edição é muito grande, pois o volume de negócios em 2011 foi considerado o maior já registrado desde a criação do evento, em 2005.

Financiamentos de Imóveis

Este site tem por objetivo informar o público sobre modalidades e requisitos para proposta ou financiamento de imóveis. Não temos qualquer vínculo com qualquer instituição citada, nosso conteúdo foi retirado dos sites das próprias empresas e tem como finalidade facilitar o acesso do consumidor a informação que está disponivel a qualquer um na internet.